Como criar uma marca pessoal

fev 22, 2017 by

Desenvolver uma marca pessoal é a chave para capitalizar sua paixão. Não importa como você vai distribuir isso, só precisa ser autentico.

As pessoas não compreendem que no mundo de hoje, seus negócios e sua marca pessoal precisam ser uma coisa só, independente do que você faça.

Enquanto a outra geração criou suas marcas usando televisão, jornais e revistas, a nossa tem a oportunidade de fazer isso on-line e o melhor, com baixo custo.

Quando a Kim estava no papel, a minha preocupação era com a coerência. Eu queria passar através dos produtos tudo aquilo que acredito: uma infância simples e lúdica, na maternidade com respeito mútuo, numa empresa que pudesse ser uma referência para mães que buscam ensinar para os seus filhos sobre a forma de consumo mais consciente e que vejam beleza na simplicidade das coisas. Tudo isso fazendo  e depositando muito carinho em cada peça fabricada. E posso dizer que estou conseguindo porque isso é o que acredito e o que eu busco no dia a dia com o meu filho.

Aqui no blog foi a mesma coisa. Quando percebi que tudo o que eu lia, pesquisava e me interessava estava direcionado para empreendedorismo, resolvi juntar e fazer com que todos caminhassem juntos, inspirando e ajudando outras mães.

Seja transparente

Os clientes querem transparência. Independente da sua área, a ideia de florear uma informação já está ultrapassada.

A pessoas querem saber exatamente o que você faz e quem é você. Não tenha medo de contar a sua história e falar abertamente sobre o seu produto ou serviço. É isso que faz o público olhar e ouvir o que você tem a dizer.

Mas aí você vai perguntar o seguinte: “se eu falar tudo o que sei, as pessoas irão copiar a minha ideia”. Tem razão, terá cópia se, a pessoa disponibilizar a mesma energia e mais, conseguir fazer exatamente o que você faz. A chance disso acontecer é quase zero, concorda?

Pense que você poderá inspirar e ajudar outras pessoas. Isso é mais interessante, certo?

Acredite em você

Acredite em você e principalmente, acredite no seu negócio. Você pode se inspirar em outras pessoas, mas não tente ser como elas.

Descubra qual a melhor forma de expor as sua ideias e aproveite ao máximo. Todo mundo tem uma voz, um jeito que é só seu de expor tudo o que sabe.

Quando você consegue transmitir aquilo que acredita em seus negócios e para o seu público, as coisas começam a fluir e  as pessoas começam a olhar e ouvir o que você tem a ensinar, questionar ou apenas opinar.

Descobrindo a sua marca

Pode parecer bobagem, mas comece a analisar o tipo de postagem que você compartilha em suas redes sociais. E mais, comece a reparar nos livros, matérias de revistas que mais chamam a sua atenção e que você consome. Essa é a sua marca. Essa é a forma que você está se comunicando com o mundo e a forma que as pessoas enxergam você.

É muito comum possíveis parcerias começarem pelo mundo virtual. Uma empresa quando gosta de alguma postagem sua, antes de entrar em contato, irá analisar suas redes sociais. É claro que existem muitas coisas ainda para finalmente fechar um negócio ou iniciar uma conversa. O que quero dizer é que se você pretende seguir esse caminho, cuide das suas redes, direcione para o público certo e seja mais estratégico em suas postagens. Pense que você é como um cartão de visita daquilo que acredita. Ele pode abrir portas e direcionar para o lugar certo.

Share This

2 Comments

  1. Tania Ribeiro

    Amei as dicas. Muito bom o post. Parabéns Dani. Bjs

Deixe um comentário!