Mandala do empreendedor e o autoconhecimento

jan 30, 2017 by

A mandala do empreendedor e o autoconhecimento

Quando decidimos empreender, é normal pensarmos na parte prática do negócio. Perguntas do tipo como e quanto vamos faturar, como vou fazer o meu plano de negócio, vendas, divulgação entre outras são muito comuns. Essa é uma parte muito importante, sem dúvidas. Ela é que vai determinar a forma como o seu negócio irá começar.  Mas será que você passou por um outro processo tão importante quanto? Estou falando do autoconhecimento. Aliás, essa é uma das palavras mais buscadas no google atualmente, você sabia?. O motivo é o simples fato de estarmos buscando novas formas de trabalhar diferente da maneira engessada que conhecemos atualmente (mas que está mudando!).

A palavra autoconhecimento dá um frio na barriga de alguns. Não é fácil mesmo olhar para dentro. Quando iniciamos esse processo, é estranho e no início, parece que não sabemos nada sobre nós. Como assim? Eu sei sobre o meu filho e conheço meu marido só pelo olhar e não sei nada sobre mim? Já passou por isso? Eu já!

Alguns anos atrás quando ainda estava na faculdade (Design de Moda), eu sabia que queria ter um negócio próprio em casa, mas ainda não sabia o segmento. No último período tínhamos como tema, sustentabilidade, e aquilo mexeu comigo de alguma forma. Queria seguir aquele caminho! Meu projeto envolvia uma coleção em que eu enfatizava o processo manual e com isso a estamparia manual. Vocês entenderão porque estou falando isso logo mais.

Como disse aqui, no último período da faculdade estava grávida e claro (como havia planejado), minha empolgação com todo aquele projeto que havia passado teria que ficar guardado por algum tempo (anos!). Acontece que quando temos filhos, nossas prioridades mudam e consequentemente, não pensamos em nós por um bom tempo. Mas chega uma hora (a certa) que tudo começa a clarear novamente e olhar para nós e para dentro é um processo muito importante e revelador. É quando voltamos a pensar que também somos mulheres e mães, não apenas mães.

Bom, foi difícil e busquei muitas ajudas em livros, blogs e entrevistas. Minha cabeça dava um nó, não sabia por onde começar. As únicas coisas que tinha certeza eram: queria trabalhar em casa, ter uma marca de produto infantil, com estampas e ao mesmo tempo ajudar outras pessoas de alguma forma. Você pode até pensar que as coisas estavam amarradas, mas não, tudo era muito confuso. Faltavam peças importante e foi no autoconhecimento que busquei a solução.

A mandala do empreendedor e o autoconhecimento

A forma para me encontrar novamente foi através de uma mandala, chamada Mandala do empreendedor criativo, criada por Lisa Sonoro, uma artista e empresária criativa, também autora do livro “The Creative Entrepreneur: A DIY Guidebook to Making Business Ideas Real”.

A mandala do empreendedor nada mais é do que um círculo com palavras chaves que irão te guiar na hora de preencher. Existem algumas perguntas que irão ajudar nesse processo (que você verá logo mais).

Responder essas perguntas e ao mesmo tempo acalmar a minha mente com a ajuda da meditação (assunto para outra hora!) me fez encontrar o caminho. Depois de responder as perguntas eu precisei ainda de um tempo e tudo bem. Aliar tudo isso com a meditação foi algo que funcionou comigo e funciona até hoje. O resultado disso foi o seguinte: iniciei a minha empresa no segmento infantil, porém com foco na decoração, os meus produtos são feitos a mão respeitando o seu tempo e estampados manualmente (lembra do meu projeto da faculdade?), não satisfeita, descobri que quero inspirar pessoas que gostam de estamparia no meu instagram pessoal (se tiver interesse nesse área, será um prazer ter você lá!) dividindo o meu processo criativo e agora, o blog, um espaço que passou por mudanças como falei aqui. Encontrar esse caminho foi o que fez encaixar a peça que estava faltando.

Contei um pouquinho sobre o meu processo de autoconhecimento e agora é com você! Abaixo você verá a mandala, fiz de uma forma que é possível imprimir (basta clicar na imagem), mas pode desenhar em um caderno como Lisa Sonoro propõe e assim criar o seu diário.

mandala do empreendedor e o autoconhecimento

Mandala do empreendedor

Agora, para ajudar a completar as lacunas e consequentemente ajudar no processo de autoconhecimento, existem perguntar a serem respondidas. Talvez você encontre dificuldades em algumas, mas tudo bem, isso é normal. A minha dica é que deixe em branco e volte em alguns dias. Isso fará (inconscientemente) pensar sobre o assunto e buscar a resposta.

Vamos às perguntas:

1. Amor / Significado: O Amor revela suas paixões e Significado seus valores (o que dá sentido a sua vida/trabalho/negócio). (Ex.: Culinária, Ler, Aprender, Liberdade, Ter tempo para mim, etc)

– O que te faz mover como criativo?
– O que te faz levantar da cama todo dia?
– O que dá significado a sua vida?
– O que você faz com amor e poderia fazer pelo resto da vida com prazer?
– Qual é seu sonho?
– O que você faria se não precisasse ser pago?
– Qual é o assunto que se pudesse você ficaria horas conversando?
– O que gostava de fazer quando era criança

2. Dons/Fluidez: Dons são talentos, e Fluidez são as atividades que você faz com naturalidade, conhecimentos que você adquiriu com o tempo. (Ex.: Falar em público, Dançar, Ensinar, Escrever, etc)

– O que você sabe fazer tão bem que mal te dá trabalho?
– O que é fácil e natural para você?
– O que você faz e fica por horas absorvido sem perceber?
– Quais são as coisas que você faz melhor do que ninguém?
– O que as pessoas pedem para você fazer?

3. Valor/Rentabilidade: Valores são os benefícios que sua atividade pode proporcionar ao seu público. Rentabilidade diz respeito às oportunidades de mercado. (Ajudar as pessoas a ficarem mais bonitas, Comidas mais saudáveis, Cuidados especiais para animais idosos, etc)

– Quais os problemas que meu negócio pode resolver?
– O que meu negócio pode fazer melhor que seus potenciais concorrentes?
– Como posso ajudar meus clientes com o que forneço?
– Como posso encantar meus clientes com o que faço?

4. Competências/Ferramentas: Competências são conhecimentos que você adquiriu ou habilidades que desenvolveu e Ferramentas são recursos que você aprendeu/domina (ex.: Domínio em línguas, Software de edição de imagens, Boa capacidade de comunicação, Didática, etc)

Agora é hora de ler tudo e juntar as peças. Como eu disse, talvez no primeiro momento não faça muito sentido, mas no tempo certo tudo irá se encaixar.

 

Share This

Deixe um comentário!