Uma utopia que virou realidade – Conheça a Oficina dos Inventores

out 26, 2017 by

Uma pergunta com uma resposta inusitada. Foi assim que começou o grande sonho e desafio da Vanessa, mãe de dois meninos, Leonardo e Vinícius.

Vanessa que trabalhava em uma empresa de manutenção de helicópteros e prestava consultoria  organizacional para uma creche, se viu questionando visões e valores em sua vida, e depois de descobrir o seu propósito, viu também que teria um grande desafio pela frente, trabalhar com educação no Brasil.

Entre a criação dos seus experimentos, Vanessa nos mostra como equilibrar a rotina da casa e dos filhos com muita criatividade, leveza e vontade de ser melhor a cada dia.

A transição

De tanto trabalhar para que os outros questionassem suas missões, visões e valores, acabei me
fazendo as mesmas perguntas e a resposta foi surpreendente inclusive para mim, a princípio
relutei em trabalhar com educação no Brasil, pois é um grande desafio, mas uma vez que se
encontra seu propósito de vida, fazer qualquer outra coisa parece perda de tempo. Sair de um
emprego estável para se aventurar em algo novo é assustador e libertador. Contei com ajuda do meu marido,
da família, dos amigos e de um grupo de mulheres chamado Empreendedoras de Valor, em um
momento difícil elas me aconselharam, me apoiaram e me ajudaram muito.

A Oficina dos Inventores

A Oficina dos Inventores leva a ciência como entretenimento para escolas e eventos.
Acreditamos que criança aprende fazendo por isso proporcionamos as ferramentas
necessárias para que a criança possa investigar o mundo a sua volta. Essas ferramentas físicas
como objetos e instalações, também são ferramentas cognitivas e emocionais por acreditar
que se é capaz de solucionar problemas e caso não consiga o objetivo de primeira isso lhe
servirá de aprendizado para as próximas tentativas, e ferramentas sociais pois aprendemos a
importância de trabalhar em equipe, se comunicar e respeitar outro ponto de vista.

Bolha de sabão gigante, caleidoscópio gigante e o tubo de vento são algumas das instalações
que chamam bastante atenção, e o que é mais interessante é que atende à diferentes faixas etárias
e necessidades especiais pois cada criança vai buscar o que mais lhe interessa, e vai se
aprofundar à partir do seu próprio conhecimento. Com a corrida de bolinha de parede
magnética, por exemplo, algumas crianças querem fazer um caminho para que a bolinha caia
no balde, outras podem querer calcular a relação do ângulo da rampa com a velocidade do
objeto. Uma mesma brincadeira, proporcionando aprendizagem para crianças com diferentes
objetivos.

A motivação

Como eu fui a primeira pessoa do Brasil a fazer o curso de Aprendizado Investigativo nos
Estados Unidos, cheguei com uma proposta inovadora que para muitas empresas de educação
parecia uma utopia, então tive que colocar a mão na massa e criar essa realidade. Além do mais, gosto de ter autonomia para criar. Meus experimentos estão sempre em processo de
evolução. Primeiro estudo depois planejo, executo, analiso, me comunico e chego a algumas
conclusões de como aprimorá-los, então começo tudo de novo.

A rotina da casa

A prioridade são meus filhos, acordamos, tomamos café da manhã, depois brincamos por 1
hora juntos, naquele momento sou só deles, sem TV nem celular (às vezes pego para tirar
fotos pois adoro ver irmãos brincado juntos). Depois vamos para a rotina da casa, o que
precisa ser feito, meu filho Leonardo já me ajuda muito, arrumar a casa vira uma brincadeira
com participação especial de seus bonecos. Quando o Vinícius dorme pela manhã vou
trabalhar no computador. Depois do almoço levo as crianças para a Creche Casa na Árvore e
então tenho 4 horas para poder escrever o plano de aula, executar aulas, atender reuniões ou
criar novos experimentos. Voltamos para casa após às 5, as crianças tomam banho, jantam,
brincamos um pouco, lemos histórias e entre 8 e 9 da noite já estão dormindo. Vinicius ainda
acorda a cada 3 horas para mamar então tenho até meia noite trabalhar mais um pouco.
Depois da mamada de meia noite coloco vídeo de meditação guiada para ouvir por uns 10 min
antes de dormir. Acordo as 3 que nem zumbi para o Vinícius mamar e me levanto entre 6 e 7
da manhã com o Vinícius em pé no berço tentando arrancar a cortina da janela, e o Léo
subindo na minha cama para me dar um beijo de bom dia.

Desafio do home office

Tarefa de casa nunca acaba, nem sempre é fácil se concentrar no trabalho quando tem louça
para lavar, ou precisa estender a roupa no varal. Muitos me perguntaram, como você da conta
de tudo? A verdade é que não dou, tento me livrar o mais rápido possível da tarefa mais
importante que é comida para a família, o resto vira trabalho em equipe e brincadeira, as
crianças estão sempre inseridas tanto para bagunçar quanto para arrumar a casa. E o que não
der para fazer, não deu.

Um conselho

Antes de empreender conheça a si mesmo, o que você gosta de fazer, qual é a sua paixão, o
quê te move? Investigue sua resposta, às vezes você até gosta de fazer algo, todos falam que
você é bom no que faz e pode trazer um bom retorno financeiro, mas não é o que você
realmente quer fazer, não é seu propósito, sua missão de vida, e se não for o seu propósito, a
primeira dificuldade (de muitas que virão) fará você desistir, por que não faz sentido lutar por
algo que você não acredita.

Um sonho

Levar a Oficina dos inventores para o maior número de pessoas possíveis, sendo crianças, pais
e educadores. Acredito que praticar o pensamento crítico faz bem para toda a sociedade.

Frase inspiradora

“Não falhei, apenas descobri 10,000 maneiras de como não funciona uma lâmpada.”
Tomas Edson

 

 

 

 

Deixe um comentário!